H i s t ó r i a

Seresta é um nome brasileiro para serenata, uma das mais antigas tradições de cantoria que remonta à idade media. As cantigas líricas medievais foram inicialmente executadas para as damas dos palácios e castelos. Eram, portanto, práticas aristocráticas entoadas ao som de instrumentos denominados guitarras pelos portugueses, no século XIII, ou vihuelas (violas) para os espanhóis, nos séculos XIV e XV. Aos poucos, contudo, foram ultrapassando os limites da aristocracia e caindo no gosto popular.

No Brasil, convertida no século XVIII quase em canção de câmara, a Serenata voltou a se popularizar transformando-se, a partir do romantismo, em canção sentimental típica de todo o país, desde então, acompanhada por músicos de choro, à base de flauta, violão e cavaquinho.

Os seresteiros, grupo formado por cantores e músicos de nível internacional, resgatam este costume tão antigo para você presentear quem você ama.

 

© 2017 por Dáfnis